Escrituras são entregues

Começa a regularização definitiva no Jardim Botânico

A expressão tensa do aposentado Edelvis Freitas Bockel, 90 anos, deu lugar a um sorriso aliviado depois de receber a escritura do terreno onde mora, no Condomínio Estância Jardim Botânico. Ele foi um dos quatro donos de lotes contemplados com o documento referente à regularização de terrenos da Etapa 1 dos Condomínios do Setor Habitacional, que ficam no Lago Sul. A entrega ocorreu, ontem, durante cerimônia realizada no Palácio do Buriti, que contou com a presença do governador José Roberto Arruda, do presidente da Terracap, Antônio Gomes, da presidente da União dos Condomínios Horizontais e Associações de Moradores do DF (Unica), Júnia Bittencourt, dentre outras autoridades.

Desde que chegou à capital federal, há 10 anos, Bockel mora no Estância, em um terreno de 803 m², segundo medição da Terracap. "Estou muito satisfeito de, finalmente, receber a escritura, mas não estou muito feliz com o preço cobrado pelo lote. Tem gente lá que não pode pagar esse valor", destacou o aposentado, referindo-se à quantia de quase R$ 80 mil que irá pagar pelo terreno. Ele optou pelo financiamento em 120 meses do BRB, com juros de 3% ao ano, mais o Índice Geral de Preços ao Mercado (IGP-M).

Outra beneficiada foi Judith Silva, que mora no Condomínio San Diego. Pelo lote de 800 m² ela pagará pouco mais de R$ 79 mil e, assim como Bockel, fará uso do financiamento de 10 anos. "Agora, estou muito segura porque posso fazer o que quiser com o terreno. Sempre tive esperança que a regularização fosse acontecer", confessou Judith. Os outros donos de terrenos no setor habitacional que receberam a escritura das mãos do governador foram Marcele Maria Santos e Márcio de Lima e Silva, ambos moradores do Condomínio San Diego.

De acordo com informações do presidente da Terracap, na próxima semana, outras 20 escrituras já estarão disponíveis em cartórios do Distrito Federal, escolhidos pelos proprietários. "Há mais 80 regularizações com pequenas pendências, como o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), que são necessários para que a escritura seja lavrada", explicou Antônio Gomes.

Comemoração
Arruda comemorou o início da entrega das escrituras para os condôminos, lembrando que a cidade idealizada pelo ex-presidente Juscelino Kubitschek precisa ser preservada e uma das formas é a regularização dos loteamentos. Durante o discurso, ele aproveitou, ainda, para fazer um apelo: "Pelo amor de Deus, não construam mais, em lugar algum, sem escritura e sem alvará de construção, porque o governo não será omisso", disse.

O governador voltou a garantir que o GDF não irá recorrer se houver decisão judicial favorável aos moradores dos condomínios da Etapa 2 do Jardim Botânico, que esperam resultado da perícia para saber se a terra onde moram é pública ou particular.