Entre Lagos está regularizado

Moradores de condomínio finalmente terão escrituras, 19 anos após criação do parcelamento


O governador José Roberto Arruda assinou na manhã deste domingo (27/04) a aprovação do projeto urbanístico do condomínio Mansão Entre Lagos, o maior do Distrito Federal localizado em terras particulares. Os 10 mil moradores da área, agora, podem registrar escritura pública de suas casas em cartório. O Entre Lagos tem, ao todo, 2,4 mil lotes dos quais 2 mil estão habitados.

Ao assinar o aval ao projeto urbanístico da área, Arruda parabenizou os habitantes e afirmou que os demais condomínios, ainda na fila da regularização, devem "se mirar no exemplo do Entre Lagos". Para que a região se tornasse legal, foram necessários, além do projeto urbanístico, estudos de impacto ambiental destinados à obtenção de licenciamento junto ao Ibama. Trata-se do segundo condomínio em terrar privadas a ser regularizado no DF. O primeiro foi o Morada de Deus, em outubro do ano passado.

O síndico do Mansão Entre Lagos, Adilson Barreto, comemorou a regularização. "É um dia muito especial. As famílias dormirão mais tranqüilas", disse. O condomínio já tem energia elétrica, mas ainda não possui rede de esgoto. Os moradores terão de ratear os custos da construção. O Entre Lagos fica nas regiões administrativas de Sobradinho e do Paranoá. A maior parte das terras, no entanto - 95% - está inserida em Sobradinho.